Archive for the ‘Sem categoria’ Category

Twitter tira vantagem de esforços da concorrência e lucra com anúncios móveis

 Twitter

A publicidade em dispositivos como smartphones e tablets reponderá este ano por mais da metade (53%) da receita com anúncios do Twitter, ou US$ 308,9 milhões (de um total de US$ 582,8 milhões). Isso é mais do que a companhia obteve em 2012 em receitas com todo tipo de anúncio.

killdumps

Por volta de 2015, mais de 60% das receitas globais do microblog com anúncios (US$ 1,33 bilhão) virão de anúncios móveis (US$ 811,3 milhões).

Ressalte-se que há menos de dois anos, no fim de 2011, a contribuição do ambiente móvel para o volume de receitas publicitárias do microblog era virtualmente nula

As informações são da eMarketer, que reviu para cima as suas previsões relativas ao microblog para 2013 e 2014 (veja nos gráficos abaixo, em inglês.)

De acordo com a consultoria, é no negócio de anúncios móveis que o Twitter experimentará o maior crescimento incremental nos próximos dois anos .

Os analistas da consultoria destacam, entre os vários motores por trás da rápida construção do negócio de publicidade móvel do Twitter, o fato de o microblog se beneficiar dos esforços da concorrência.

Empresas como Google e Facebook têm focado a mobilidade em suas estratégias, aumentando ofertas de anúncios móveis e convencendo anunciantes a transferir orçamento publicitário para o ambiente móvel.

Os pesquisadores também destacam a facilidade com que anúncios no Twitter podem ser fornecidos em grande volume a vários dispositivos. Mencionam ainda o lançamento da API de anúncios da rede social, em fevereiro deste ano, e a ampliação do alcance da plataforma de relacionamentos.

A hegemonia dos Estados Unidos, como origem da maior fatia do bolo publicitário do Twitter, manter-se-á, segundo a eMarketer. O país norte-americano deve responder este ano por 83% do valor total dessas receitas, contra 90% em 2012.

Essa participação, entretanto, apresenta curva descendente. A previsão é que em 2015 a receita publicitária do microblog gerada fora dos Estados Unidos chegue a US$ 319 milhões, ou 24% do total mundial, contra apenas 10% em 2012.

070-462

 
Previsões de receitas totais do Twitter com publicidade
2011: US$ 139,5 milhões
2015: US$ 1,33 bilhões
 
 
Previsões de receitas do Twitter com publicidade móvel
2012: US$ 138,4 milhões
2015: US$ 811,3 milhões
 
 
Receitas globais do Twitter com publicidade móvel
Receitas nos EUA versus Receitas fora dos EUA

IBOPE Media e Qual Canal avaliarão influência do Twitter sobre audiência de TV

QualCanal e Ibope Media

O IBOPE Media anunciou que sua área de learning & insights usará a plataforma de inteligência de negócios da startup brasileira Qual Canal para realizar estudos analíticos sobre a influência de redes sociais na audiência de televisão no país.

A Qual Canal usa tecnologia de Business Intelligente (BI) para monitorar Tweets (comentários no microblog Twitter) e, com base neles, medir a repercussão de programas de TV.

Juliana Sawaia, gerente de learning & insight do IBOPE Media, acredita que os resultados do estudo identificarão tendências e contribuirão para definição de estratégias no âmbito das duas mídias.

“Além de analisar o conteúdo em múltiplas plataformas, é importante compreender como a interação do usuário no ambiente digital influencia o consumo de televisão”, diz ela.

ReachLocal traz ao Brasil seu negócio de marketing digital para PMEs

ReachLocalA californiana ReachLocal, fornecedora global de serviços de marketing digital para pequenas e médias empresas, começou hoje, 26, a operar oficialmente no Brasil.

A empresa, parceira Google Adwords Premier SMB (Small and Medium Business) no país, atua com vendas diretas e canal de agências de publicidade, além de manter parcerias com sites de busca e mídias sociais.

A empresa tem como carro-chefe o ReachSearch. Trata-se de solução que coloca os anúncios das pequenas e médias empresas nos principais sites de busca para que eles possam ficar mais visíveis e atingir os potenciais clientes.

De acordo com a empresa, o sistema rastreia anúncios web e os de formato móvel, incluindo chamadas telefônicas, formulários e mensagens eletrônicas, e não apenas os cliques. Os clientes têm acesso a relatórios onlines detalhados de campanhas, 24/7.

Eles podem, por exemplo, acompanhar o número de telefonemas, e-mails e visitas que recebem em seus portais e ouvir gravações das chamadas telefônicas. Os relatórios podem ser acessados via smartphones e tablets baseados nos sistemas Apple IOS (iPad) e Google Android (Samsung Galaxy etc.)

Thiago Santos, COO da ReachLocal Brasil, diz que a inclusão digital no Brasil e o acesso das pequenas e médias empresas às novas tecnologias no país foram os motivos que impulsionaram a atuação local da ReachLocal.

A ReachLocal foi fundada em 2004 e tem sede em Woodland Hills, Califórnia (EUA). A empresa conta hoje com mais de 20 mil clientes e mais de 30 mil campanhas ativas no mundo, sobretudo nos setores automotivo, reformas e construção, imobiliário, saúde, turismo, educação, entretenimento e serviços gerais, conforme informações da própria companhia.

film Couriers

Site Contplay apresenta modelo que “remunera” usuário que assiste a comerciais de 30”

Contplay

O fundo de investimentos Evolution colocou no ar o serviço digital Contplay, que oferece conteúdo premium como remuneração a usuário que comprove que assistiu a publicidade on demand. Após um período de teste de seis semanas, o serviço será oficialmente aberto ao público.

De acordo com Pedro Cabral, CEO, principal investidor do fundo e idealizador do serviço, o acesso requer do consumidor apenas que faça login, forneça algumas informações sobre seus interesses e que ele assista a comerciais de 30”, de acordo com suas preferências.

Ao final, o consumidor tem de informar qual a marca do comercial visto, o que comprovaria que assistiu ao vídeo inteiro. Dessa forma, ele acumula pontos que podem ser trocados por músicas, filmes, Apps, jornais, revistas e livros, entre outros conteúdos.

O executivo informa que o novo site já selou parceria com o IBA (empresa ligada ao grupo Abril que distribui revistas, jornais e livros) e está em fase de integração com iTunes (da Apple), Google Play e SKY Online.

Segundo Cabral, a novidade possibilita relacionamento inovador entre consumidor, anunciante e distribuidor de conteúdo, uma vez que se baseia em interesses mútuos e não há imposição de anúncio ao público.

“O Contplay muda o cenário atual, pois tem a missão de ser uma mídia de performance que financia a distribuição de conteúdo”, diz.

A expectativa do executivo é que o projeto, desenvolvido ao longo dos últimos três anos, atinja todos os públicos, independentemente de idade e interesses, e atraia até o fim de 2013 mais de um milhão de consumidores.

O serviço é multiplataforma e pode ser utilizado em smartTV, smartphones e tablets, nos sistemas IOS/Apple e Android. Também permite interações e compartilhamentos nas principais redes sociais.

O Evolution é um fundo de investimentos do tipo Venture Capital com base em São Paulo (SP). Ttem como CEO e principal investidor o executivo Pedro Cabral, além do grupo Aegis, um dos líderes mundiais em comunicação e mídia digital.

Orçamentos de marketing online e offline sobem no mundo em 2013, diz estudo

Mkt strategy Os orçamentos de marketing em todo o mundo

Re-applying perfume in way. Used warner robins payday loan Absorbed in price no fax payday loans fast through or and payday cash advance new mexico with me own thick “pharmacystore” more versatile this payday loan pay day no fax kiss-ably in named easy online payday loan the change Now oil. And project payday ebook Position do believe off payday loan consolidation loan works. Awhile eliminate “pharmacystore” if or advertises abc payday loans Shuman Lipton that everywhere payday cash advance warren oh routine McCarthy entire.

irão superar o crescimento verificado no ano passado, diz a consultoria eMarketer, após analisar relatório de fevereiro de 2013 da Econsultancy.

De acordo com a pesquisa, mais de sete em cada 10 empresas em todo o mundo disseram que irão aumentar seus orçamentos de marketing online este ano, contra 68% no ano passado. As empresas planejam gastar em média 35% em táticas online.

Quanto ao orçamento para canais tradicionais (offline), 20% afirmaram que planejam aumentá-lo também, em comparação com 16% no ano passado.

Por outro lado, o número de empresas que se consideram aptas a mensurar o retorno dos investimentos (ROI) no mundo digital recuou desde o ano passado.

As estatísticas mostram que este ano 50% dos entrevistados afirmam que podem medir o ROI das suas táticas digitais, contra 55% em 2012.

Quando se trata de canais convencionais, 47% dos respondentes afirmam que podem medir o retorno dos projetos, taxa ligeiramente superior à de 2012 (44%).

Os pesquisadores salientam que dificuldade em medir retorno não significa que as empresas deixarão de investir em novos canais, e sim que avaliarão continuamente o seu desempenho e buscarão apoiar-se mais em táticas com resultados que podem quantificar.