Posts com a Tag ‘American Express’

 

Setor financeiro avança nas mídias sociais, puxado pela American Express

Nos últimos quatro anos, as instituições financeiras tiveram avanços significativos em direção às mídias sociais, vencendo resistências que se atribui, em geral, ao elevado nível de regulamentação do setor. É o que aponta estudo realizado pela norte-americana Corporate Insight, que oferece serviços de pesquisa e consultoria para a indústria financeira.

A pesquisa avaliou 90 empresas do setor, incluindo bancos, seguradoras e outras instituições, classificando os seus esforços para demarcar o seu lugar no Facebook, Twitter ou outras plataformas de redes sociais.

De acordo com o estudo, quase 90% das empresas financeiras estudadas mantêm alguma presença nas redes sociais, em comparação com apenas 20% em 2008.

O maior destaque na amostra estudada ficou com a American Express (AmEx), que lançou um fórum aberto para pequenas empresas em 2007 e continuou a expandir suas iniciativas sociais desde então.

A Corporate Insight classifica a AmEx como a marca financeira “top” em mídias sociais, com base nos parâmetros páginas no Facebook, perfis no Twitter, comunidades proprietárias e blogs.

O estudo excluiu a rede profissional LinkedIn pelo fato de a privacidade das comunicações nessa plataforma tornar mais difícil a avaliação do engajamento.

 

Starbucks, Audi, McDonald’s, Red Bull e American Express são as campeãs em engajamento social, diz estudo

Entre as grandes marcas com participação ativa nas mídias sociais, a rede de cafeterias Starbucks é a campeã absoluta no quesito engajamento dos seus públicos de interesse. A conclusão é de estudo recente da PhaseOne, empresa especializada em pesquisa analítica.

O estudo envolveu 22 marcas de seis mercados verticais e considerou três métricas de engajamento: Klout (influência online / “aderência”), netbase (sentimento online) e o “like” do Facebook. As cinco marcas mais bem classificadas, pela ordem, são Starbucks, Audi, McDonald’s, Red Bull e American Express.

De acordo com os especialistas da PhaseOne, as mensagens dessas marcas, em todos os pontos de contato com os seus públicos — para além das mídias sociais –, têm dois aspectos em comum, os quais explicariam o desejo dos usuários de estar associados às mesmas: primeiro, elas refletem consistentemente um “idealized self” (“eu idealizado”); além disso, transmitem grande integração da mensagem com a marca, resumida no que os analistas denominam “Me Statement”.

Tal integração mensagem/marca seria tão completa que a marca se torna, ela mesma, um reflexo do “idealized self”, conforme explicam os analistas. O “Me Statement” da Red Bull, por exemplo, seria algo como “Eu mantenho a calma sob pressão e posso vencer qualquer desafio”.

Os especialistas concluem que o que leva as pessoas a se associarem publicamente a uma marca, produto ou serviço é o desejo de enviar aos seus seguidores nas redes sociais a mensagem de como querem ser percebidos. Isso significa, segundo eles, que mensagens que focam motivações privadas ou o “eu privado” (e não o “eu idealizado”) podem aumentar vendas, mas não necessariamente conduzem ao engajamento nas plataformas de relacionamento.

“Nenhuma das marcas que tocou o ‘private self’ dos usuários alcançou a categoria mais alta em termos de engajamento”, diz Lisa Allard, vice-presidente de projetos especiais da PhaseOne. “Em vez disso, descobrimos que os usuários se envolvem com uma marca em mídias sociais com base em como eles querem ser percebidos”, completa.

A vice-presidente esclarece que, enquanto as vendas são, obviamente, o objetivo final, a mídia social suporta esse objetivo reforçando as percepções públicas idealizadas dos clientes existentes, além de motivar outras pessoas levando-as a perceber os mesmos benefícios e a se tornar parte da comunidade e da base de clientes.

 

Twitter e American Express convocam pequenas empresas para anunciar no microblog

Com o objetivo de reforçar suas receitas com anúncios, redes sociais como Twitter e Facebook estão cada vez mais empenhadas em atrair pequenas e médias empresas para suas plataformas de publicidade. Esta semana, o Twitter informou em seu blog que sua parceria com a American Express (Amex), selada no mês passado, foi colocada em prática.

A Amex começou a notificar um número limitado de pequenos negócios, usuários dos seus cartões nos Estados Unidos, informando-os que já podem usar publicidade no Twitter na modalidade de autoatendimento. Para incentivar a compra do serviço, a Amex oferece a cada comprador US$ 100 em publicidade gratuita.

De acordo com o Twitter, “nenhuma experiência anterior de publicidade” é necessária, e a plataforma  irá proporcionar à pequena empresa “o gerenciamento contínuo da sua publicidade.”

Os dois produtos em oferta são o Promoted Accounts e o Promoted Tweets. O Twitter identifica e promove automaticamente os tweets mais atraentes dos anunciantes.

O modelo é baseado em resultados, ou seja, os anunciantes pagam por seguidor ou por envolvimento  (cliques, retweets, respostas ou favoritos). As campanhas podem ser direcionadas para determinados países ou áreas metropolitanas dos Estados Unidos.

No mês passado, o Twitter incluiu os recursos Promoted Tweets e Accounts em seus aplicativos móveis. O programa permite que anunciantes tenham como alvo não apenas quem segue o seu feed, mas também os usuários móveis que compartilham interesses semelhantes com seus seguidores atuais.

Campanha de descontos da American Express no Twitter é considerada grande sucesso

A campanha “Tweet Your Way to Savings”, lançada pela American Express no dia 6 deste mês de março, no Twitter, está sendo considerada um grande sucesso pela empresa e por especialistas de marketing, diante dos números obtidos até agora.

A campanha permite aos portadores de cartões de crédito da marca sincronizar contas com o microblog e obter economias nos gastos em grandes marcas varejistas, como a rede de produtos orgânicos e naturais Whole Foods, a vendedora de produtos eletrônicos Best Buy e a loja de calçados Zappos.

O  usuário portador do cartão que providenciar a sincronização só precisa retuitar determinadas hashtags em suas mensagens no microblog. O cliente que tuíta a hashtag “#AmexWholeFoods”, por exemplo, ganha automaticamente economia de US$ 20 após gastar US$ 75 ou mais nas lojas da varejista, até abril próximo.

Segundo o site Marketing Vox, a empresa Visibli Social Analytics, que vem rastreando as hashtags da American Express desde que a campanha foi lançada, informou que a ação gerou, até agora, gastos aproximados de US$ 7,2 milhões e descontos de US$ 1,4 milhão. Foram registrados 160.707 tweets, ou aproximadamente 259 tweets por hora.

Segundo analistas, o sucesso da campanha  pode dar um forte impulso às aspirações do Twitter em se tornar plataforma de e-commerce. O microblog estaria planejando adicionar este ano grande número de novos recursos em suas páginas de marca, disponíveis atualmente apenas para anunciantes. Tais recursos  incluiriam concursos e sorteios, além de comércio eletrônico.

American Express usa hashtags do Twitter para oferecer descontos em redes varejistas

A operação norte-americana da American Express estreou no Twitter a campanha “Tweet Your Way to Savings”, que permite aos portadores de cartões de crédito da marca sincronizar contas com o microblog e obter economias nos gastos em grandes marcas varejistas, como a rede de produtos orgânicos e naturais Whole Foods, a vendedora de produtos eletrônicos Best Buy e a loja de calçados Zappos.

Para obter a poupança, o usuário portador do cartão que providenciar a sincronização só precisa retuitar determinadas hashtags em suas mensagens no microblog. O cliente que tuita a hashtag “#AmexWholeFoods”, por exemplo, ganha automaticamente economia de US$ 20 após gastar US$ 75 ou mais nas lojas da varejista, até abril próximo.

Esta é uma das diversas campanhas já implementadas pela American Express para aumentar o conhecimento da marca junto ao público e incrementar parcerias com o uso de redes sociais. Em 2011, por exemplo, a empresa selou parceria com a plataforma de geolocalização Foursquare para incentivar os consumidores a comprar em pequenas empresas locais na época natalícia. Mediante sincronização do cartão com a rede e uso de hashtag específica, os consumidores que gastaram mais de US$ 25 em seu cartão American Express receberam crédito de US$ 25.