Site Contplay apresenta modelo que “remunera” usuário que assiste a comerciais de 30”

Publicado em 26/03/2013 às 18:22 por Ana Lúcia Moura Fé. 1 Comentário

 

Contplay

O fundo de investimentos Evolution colocou no ar o serviço digital Contplay, que oferece conteúdo premium como remuneração a usuário que comprove que assistiu a publicidade on demand. Após um período de teste de seis semanas, o serviço será oficialmente aberto ao público.

De acordo com Pedro Cabral, CEO, principal investidor do fundo e idealizador do serviço, o acesso requer do consumidor apenas que faça login, forneça algumas informações sobre seus interesses e que ele assista a comerciais de 30”, de acordo com suas preferências.

Ao final, o consumidor tem de informar qual a marca do comercial visto, o que comprovaria que assistiu ao vídeo inteiro. Dessa forma, ele acumula pontos que podem ser trocados por músicas, filmes, Apps, jornais, revistas e livros, entre outros conteúdos.

O executivo informa que o novo site já selou parceria com o IBA (empresa ligada ao grupo Abril que distribui revistas, jornais e livros) e está em fase de integração com iTunes (da Apple), Google Play e SKY Online.

Segundo Cabral, a novidade possibilita relacionamento inovador entre consumidor, anunciante e distribuidor de conteúdo, uma vez que se baseia em interesses mútuos e não há imposição de anúncio ao público.

“O Contplay muda o cenário atual, pois tem a missão de ser uma mídia de performance que financia a distribuição de conteúdo”, diz.

A expectativa do executivo é que o projeto, desenvolvido ao longo dos últimos três anos, atinja todos os públicos, independentemente de idade e interesses, e atraia até o fim de 2013 mais de um milhão de consumidores.

O serviço é multiplataforma e pode ser utilizado em smartTV, smartphones e tablets, nos sistemas IOS/Apple e Android. Também permite interações e compartilhamentos nas principais redes sociais.

O Evolution é um fundo de investimentos do tipo Venture Capital com base em São Paulo (SP). Ttem como CEO e principal investidor o executivo Pedro Cabral, além do grupo Aegis, um dos líderes mundiais em comunicação e mídia digital.